Fla tem taça para receber domingo


Governo do Estado manda fazer troféu para homenagear pentacampeonato brasileiro

Por: Márcio Iannacca e Eduardo Peixoto
Data: 23/11/2007
Fonte: GLOBOESPORTE.COM

Se o São Paulo vai entrar em campo no domingo com uma camisa com os dizeres "penta único", o Flamengo também terá uma referência aos seus cinco títulos brasileiros no Maracanã. O Governo do Estado do Rio de Janeiro pediu para o artista plástico Holoassy Lins de Albuquerque fazer um troféu, cuja base vai ter a seguinte frase: "Primeiro penta do Brasil".

A taça com detalhes rubro-negros será entregue ao time. A outra irá para a torcida do Mengão

A entrega será feita pelo presidente da Suderj, Eduardo Paes, antes do jogo contra o Atlético-PR. Um motivo a mais para o torcedor vibrar no Maracanã. A taça tem 53cm de altura, é feita em metal com base de poliéster e há predomínio das cores preto e vermelho. O GLOBOESPORTE.COM teve acesso a uma foto da escultura que será entregue ao Flamengo.

- A escultura comemorativa que criei traz nas suas formas simples o vigor da solidez firmemente apoiada na terra; dirigindo-se às alturas, se renovando e se fortalecendo nas curvas que faz, ganhando força para ascender rumo à grandiosidade - explica Holoassy.

A torcida do Flamengo também receberá uma escultura da Suderj como homenagem ao desempenho dela no ano. No último jogo do Rubro-Negro, o placar eletrônico do estádio anunciou: "Nação rubro-negra, a campeã do Brasileirão 2007."

Flamengo receberá taça de primeiro penta


Homenagem do Governo do Estado será no jogo deste domingo


Data: 23/11/2007
Fonte: LANCEPRESS!

Na partida de domingo contra o Atlético-PR, no Maracanã, o Flamengo receberá do Governo do Estado do Rio de Janeiro uma taça em homenagem ao primeiro pentacampeonato.

A taça produzida pelo artista plástico Holoassy Lins de Albuquerque (mesmo escultor do troféu do Campeonato Brasileiro) terá as cores do clube e será entregue pelo secretário de Esporte, Lazer e Turismo e presidente da Suderj, Eduardo Paes.

A Suderj também entregará à torcida rubro-negra uma taça em homenagem ao desempenho dela neste Brasileiro.

Escultor diz que taça dará força ao Flamengo


Clube receberá homenagem neste domingo antes de pegar o Atlético-PR

Por: Thiago Asmar
Data: 24/11/2007
Fonte: LANCENET.COM.BR

Holoassy Lins posa com a sua escultura (Crédito: Paulo Wrencher)

Antes da partida contra o Atlético-PR, neste domingo no Maracanã, o Flamengo receberá de Eduardo Paes, secretário de Esporte, Turismo e Lazer do Rio de Janeiro e presidente da Suderj, uma taça com a mensagem: "Primeiro Penta do Brasil".

E, segundo o escultor responsável pela obra, Holoassy Lins de Albuquerque, a taça poderá ajudar o Rubro-Negro na luta pela vaga na Libertadores.

- A escultura representa uma ascensão que simboliza exatamente o atual momento do Flamengo. Também há uma curva na taça, uma simbologia para relembrar as glórias do passado, visando a ganhar força para o futuro. Acredito que a forma da escultura, que representa ascensão, dará ainda mais ânimo e força para o grupo na briga pela vaga na Libertadores - explicou.

Holoassy mostrou-se orgulhoso com a obra e fez questão de deixar claro que estará no Maracanã neste domingo para presenciar a entrega da taça ao Flamengo diante da arquibancada lotada. O escultor ainda deixou escapar o nome do jogador que ele gostaria de ver erguendo a homenagem.

- Não sou o responsável por essa escolha. Mas Obina tem uma mística, o nome dele é fantástico. Ele se tornou um mito, algo impressionante - disse.

Taça para a torcida tem seu significado


Nação também receberá homenagem neste domingo

Por: Thiago Asmar
Data: 24/11/2007
Fonte: LANCENET.COM.BR

O Clube de Regatas do Flamengo não será o único homenageado pelo Governo do Estado do Rio neste domingo. A torcida rubro-negra, vista como um dos principais motivos para a ascensão do clube no Brasileiro, também receberá uma taça.

E, assim como a escultura que será entregue pelo pentacampeonato, ela também terá seu significado.

- O círculo azul no troféu representa o Maracanã, que tem o mesmo formato e a mesma cor, e a bola de futebol. Além disso, a forma da escultura lembra a da bandeira, material usado pelos torcedores para apoiar o time - explicou Holoassy Lins de Albuquerque, escultor das taças do Brasileirão e da que o Flamengo receberá.

Até mesmo o material com que foi feito o troféu tem um significado especial.

- A escultura foi feita com aço polido, pois este material absorve a energia e o movimento das pessoas. O torcedor e o troféu tornam-se um só. Como o Maracanã e a torcida se tornam um só nos jogos do Flamengo - completou.

Dono da taça do Brasileiro não tem time do coração


Holoassy Lins diz não ser preso a um grupo especificamente pois isso gera preconceitos

Por: Thiago Asmar
Data: 24/11/2007
Fonte: LANCENET.COM.BR

Holoassy Lins de Albuquerque é o criador da atual taça do Campeonato Brasileiro. Segundo o escultor, ela representa duas forças oponentes confrontando-se.

Apesar de ter essa forte ligação com o campeonato mais importante do país, Holoassy garantiu que não tem um time do coração.

- Nunca fiz partes de grupos, pois defendo a liberdade. Não sou preso a um grupo especificamente pois isso gera preconceitos. Mas adoro futebol, gosto de ver a beleza do esporte. E me sinto orgulhoso de ver minha escultura erguida pelos campeões - disse.

Troféu do Brasileirão,
objeto de desejo


Cinco quilos de aço e acrílico representam a consagração no futebol brasileiro

Por: Ana Carolina Borges
Data: 02/11/2006
Fonte: GLOBOESPORTE.COM

RIO DE JANEIRO - Cinco quilos de aço e acrílico, que após dois meses de trabalho braçal foram transformados no símbolo da maior consagração do futebol brasileiro. Idealizada e executada pelo artista plástico Holoassy Lins de Albuquerque, o troféu do Brasileirão 2006 está quase pronto, só à espera de um campeão para erguê-lo.

- O trabalho pesado já foi feito. Agora só faltam detalhes, como polimento e a base, para que o troféu esteja pronto a ser entregue ao campeão brasileiro - conta Holoassy, sem esconder o orgulho pela obra.

Assista à matéria sobre a "confecção" da taça do Brasileirão

Revelando toda a sua essência artística, Holoassy chega a ser poético ao falar de sua inspiração para criar a obra.

- A arte só se torna arte quando encontra quem a aprecie. Não tive uma inspiração concreta para esse troféu. Foi como o Michelangelo falou da criação de Davi. Ele já estava preso dentro do bloco de mármore e o artista apenas o libertou.

Embora já seja o responsável pela manufatura do troféu da competição desde 1993, o artista plástico admite se emocionar toda vez que sua obra é erguida pelo capitão do time campeão.

- Esse troféu já virou um símbolo do futebol brasileiro. É emocionante vê-lo ser entregue, pois é a consagração do campeão. No último campeonato, vi pela televisão que alguns torcedores carregavam uma réplica, e aquilo me emocionou - revela.

Holoassy admite que dificilmente sua obra terá outro destino que não seja o Morumbi, mas prefere não dar palpites.

- O São Paulo está mesmo muito bem, mas acho melhor não opinar sobre isso. Tanto o Rogério Ceni quanto qualquer outro capitão são dignos de erguer o troféu.


CBF apresenta nesta quinta-feira, no Teatro Municipal, as taças dos campeões do Brasil


Conheça os troféus dos campeões das Séries A, B e C em 2006

Data: 23/11/2006
Fonte: CBF NEWS

A CBF apresentará nesta quinta-feira, às 14h30, no Teatro Municipal, no Rio de Janeiro, as taças dos campeões brasileiros de 2006 nas Séries A, B e C, que serão de posse definitiva dos clubes vencedores, além das medalhas que contemplarão os jogadores campeões e vice da Série A.

No evento, em que acontecerá uma entrevista coletiva, o técnico da Seleção Brasileira, Dunga, e o assistente Jorginho anunciarão também os finalistas do Prêmio Craque Brasileirão 2006.

Na Série A, a taça que premia a convivência pacífica entre antagonistas

Criado por Holoassy Lins de Albuquerque, o troféu do campeão brasileiro da Série A nasceu de uma conversa entre o artista plástico e o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, que manifestou o desejo de ver um novo símbolo para o Campeonato Brasileiro onde, além de valorizar a criatividade brasileira, se enfatizassem os simbolismos que fizeram do nosso principal esporte nacional uma referência mundial de excelência e poderio.

Concebido para refletir, primordialmente, o espírito de um povo, o troféu (com 91cm e 5,560kg) tem design inédito e diferenciado de tudo que se faz no mundo como escultura de premiação, adequado à modernidade dos nossos tempos, o troféu incorpora em suas linhas suaves e equilibradas, conceitos filosóficos subjacentes num jogo de futebol.

Dois oponentes que lutam e se desdobram em táticas, estratégicas e múltiplas ações por uma vitória na competição, na realidade estão teatralizando uma guerra simbólica, onde supostos inimigos se unem num único e final objetivo que é o da vitória. E esta é efêmera e não tem a finalidade de exterminar o oponente, que, com a dignidade preservada, poderá ser um eventual vencedor na futuro. O futebol é um jogo que traz no seu desenrolar um cenário de autêntica batalha, sendo na verdade, uma criativa sublimação da guerra. Num mundo convulsionado por desentendimentos, o futebol é o exemplo vívido onde a convivência pacífica de antagonistas é possível.

A partir desses conceitos foi elaborado o conjunto escultórico. Em dois eixos verticais e unidos movem-se em sentidos contrários formas que ascendem de uma base única e que se avolumam nas partes superiores, apresentando-se como uma unidade, embora seus movimentos sejam na realidade, antagônicos.

O material escolhido para a peça foi o aço inoxidável, não apenas pela sua límpida beleza, mas pelas características plásticas que refletem a época de tecnologia que vivemos. A tradição não foi esquecida e a apresentação do conjunto como um todo sugere a figura de uma taça, presente no inconsciente coletivo desde tempos primordiais, onde guerreiros bebiam pela vitória contra inimigos e atletas gregos comemoravam seus feitos.